BOLSA CHANEL CLASSIC FLAP: 4 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER

As tendências de moda mudam constantemente, mas existem aquelas peças que são clássicas e atemporais. Um desses itens que não envelhecem e permanecem em alta há bastante tempo é a bolsa Chanel Classic Flap. O modelo é considerado um dos mais importantes no mundo fashion, e isso por si só já mostra sua relevância.

Coco Chanel, com sua visão à frente do seu tempo, criou a peça pensando em facilitar a vida das mulheres, sem perder o charme. Assim, foi concebido o modelo de bolsa de ombro pequena, com couro matelassado e alça metálica de corrente. Não é à toa que se tornou um ícone da moda, desejado há décadas por pessoas no mundo inteiro.

Se você ficou curiosa para saber mais sobre uma das peças mais famosas da Chanel, continue a leitura!

1. A história por trás dessa peça

O nome original da Classic Flap é 2.55, que faz referência à data de seu lançamento, em fevereiro de 1955. A Maison francesa se inspirou nas pastas que os carteiros utilizavam na Segunda Guerra Mundial, mas a criação foi voltada para mulheres. A intenção era que elas conseguissem ficar com as mãos livres, sem precisar segurar a carteira.

Foi uma criação certeira, tornando-se um grande sucesso que continua até hoje. Com o passar dos anos, foram criadas diferentes coleções com outras versões da bolsa, confeccionadas em diversos tamanhos, cores e detalhes de estilo. Apesar de serem variações, as releituras mantêm a mesma elegância e luxo que tornou a it bag aclamada pelos fashionistas.

2. As variações de tamanho do modelo 

Para atingir um público maior e com diferentes exigências, a marca investiu na fabricação de bolsas Classic Flap em 6 tamanhos e formatos. Os modelos são do menor para o maior:

  • mini quadrado;
  • mini retângulo;
  • pequeno;
  • médio;
  • jumbo;
  • maxi.

Por um período, também havia o tamanho extra mini, mas a produção foi encerrada. Contudo, não é impossível encontrar a peça nessa dimensão, pois o mercado second hand oferece as bolsas de luxo mais desejadas do mercado.

3. A bolsa Chanel Classic Flap com preços acessíveis

Em média, uma bolsa da linha 2.55 custa pouco mais de 3 mil euros na Europa e mais de R$12 mil no Brasil. Nos Estados Unidos, a diferença de preço para a Europa chega a mil dólares. Os valores mais viáveis para quem quer uma bolsa Chanel nova estão no continente europeu, mas não é fácil viajar até lá para adquirir o produto, não é mesmo? 

Mas há uma possibilidade bem mais acessível: os brechós de luxo. Eles são ótimas opções para garimpar peças com preços mais baixos, além de oferecerem acesso a itens que já não são mais fabricados ou que pertencem a coleções exclusivas. As peças second hand são seminovas e em perfeitas condições, mas com a vantagem de serem menos custosas.

4. Um item como garantia de investimento

Ao comprar um artigo de luxo, você não apenas vai adquirir um novo produto, mas também fará um investimento. Muitos desses itens ganham valor com o tempo, seja por serem de uma coleção única, edição limitada ou outras razões.

Assim, obter uma bolsa Chanel Classic Flap é uma compra inteligente, já que ela continuará valorizada mesmo que o tempo passe. Isso tudo é possível porque Gabrielle Bonheur Chanel, a Coco Chanel, construiu uma marca com a reputação quase inabalável. Sua dedicação em criar produtos únicos para o público feminino fez com que a Chanel ficasse entre as principais marcas da indústria da moda.

Achou o conteúdo interessante? Então, compartilhe este pode em suas redes sociais!

Mais de Bid4Fashion

DESAPEGO DE LUXO: SAIBA COMO MELHORAR SEU GUARDA ROUPA E GANHAR DINHEIRO ATRAVÉS DA VENDA DE ROUPAS, BOLSAS E ACESSÓRIOS PELA INTERNET

Conceitos como minimalismo, moda sustentável e armário cápsula estão crescendo cada vez...
Leia Mais